Medida Provisória garante insumos para enfrentamento à covid-19

E mais: ANS abre consulta pública sobre atendimento de pacientes durante a pandemia; preços das fábricas sobem 4,78% em março; governo federal repassa R$ 852,7 mil para cidades atingidas por desastres naturais

audio/mpeg 04-05-20 - É NOTICIA EM 2 MIM ANA PIMENTA.mp3 — 2142 KB

Duração: 1m53s




Transcrição

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou Medida Provisória que reestabelece regras excepcionais para aquisição de bens, contratação de serviços e insumos destinados ao enfrentamento da covid-19.

A MP prorrogou prazos que venceram dia 30 de dezembro.

Com a medida, o governo federal vai garantir que os recursos necessários durante a pandemia estejam disponíveis para manter atividades essenciais à população.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) abriu uma consulta pública sobre o atendimento dos pacientes com plano de saúde durante a pandemia.

Qualquer pessoa ou instituição podem participar. As sugestões devem ser enviadas pela internet, no site gov.br/participamaisbrasil.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

Os preços da indústria apresentaram a segunda maior inflação da série histórica no mês de março, com alta de 4,78%.

É o vigésimo aumento seguido do Índice de Preços ao Produtor (IPP), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o IBGE, a alta no preço do dólar e nas exportações contribuíram para o resultado.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

O Ministério do Desenvolvimento Regional autorizou repasse de R$ 852,7 mil para ações de socorro e assistência humanitária em três estados: Rio de Janeiro, Santa Catarina e Minas Gerais.

Os recursos vão custear obras em cidades atingidas por desastres naturais, e que decretaram situação de emergência.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Ana Pimenta