2ª fase de vacinação contra a gripe termina na sexta-feira (8)

Devem se vacinar os profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, portuários, motoristas de transporte coletivo e portadores de doenças crônicas, assim como pessoas privadas de liberdade; Ministério da Cidadania adere ao Movimento Maio Amarelo que neste ano como slogan “Perceba o Risco. Proteja a Vida”; Entidades privadas da assistência social podem solicitar certificado de filantropia pela internet.

audio/mpeg 04-05-20 - É NOTÍCIA - EM 2 MINUTOS - TARDE - LUCIANO - 2m05s.mp3 — 1848 KB

Duração: 2m05s




Transcrição

Termina na próxima sexta-feira, 8 de maio, a segunda fase de vacinação da campanha nacional contra a gripe.

 

Devem se vacinar os profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, portuários, motoristas de transporte coletivo e portadores de doenças crônicas. Também fazem parte desta fase da campanha as pessoas privadas de liberdade.

 

A partir de sábado, dia 9 de maio, começa a terceira e última fase da vacinação contra a gripe. Os públicos-alvo são: crianças de seis meses a menores de seis anos, as gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, povos indígenas, pessoas com deficiência, professores e adultos de 55 a 59 anos. A campanha vai até o dia 22 de maio.

----------------------------------------------------

O Ministério da Cidadania aderiu ao Movimento Maio Amarelo que neste ano como slogan “Perceba o Risco. Proteja a Vida”, com o apoio da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas.

 

No ano passado, o Brasil registrou cinco mil e 907 acidentes de trânsito, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal, seis mil e 178 pessoas feridas e 363 mortes.

 

Os estudos apontam que o Brasil está entre os países com maior número de acidentes e mortes no trânsito, sendo o consumo de álcool e drogas um dos maiores responsáveis pela alta taxa de colisões e mortalidade.

 

Para mais informações, acesse www.cidadania.gov.br

----------------------------------------------------------

Entidades privadas da assistência social podem solicitar certificado de filantropia pela internet.

 

A ferramenta está disponível no Portal de Serviços do governo federal, para facilitar e agilizar os processos de concessão e renovação de forma totalmente on-line.

 

O documento concedido pelo governo federal isenta as instituições de contribuição de impostos e garante a parceria em convênios com órgãos do poder público.

 

Atualmente, mais de cinco mil entidades em todo o país que atuam exclusivamente na área de assistência social são certificadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Para mais informações ligue 0800-707-2003

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Luciano Barroso.