Beneficiários do auxílio emergencial vão poder receber quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375

O benefício será depositado nas contas-poupança digitais dos trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico, onde poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

audio/mpeg 05-04-21 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - 2m07s - AMERICA MELO - FINALIZADO.mp3 — 2994 KB

Duração: 2:07s




Transcrição

O auxílio emergencial começará a ser pago em quatro parcelas de R$ 150 a 375, nesta terça-feira, dia 6.

 

Para ter direito a esta nova rodada de pagamento, é necessário cumprir outros requisitos.

 

Como no ano passado, o benefício será depositado nas contas-poupança digitais dos trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico, onde poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

 

Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

 

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos no programa social podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês.

 

---------------

Na próxima quarta-feira, dia 7, será realizado na Bolsa de Valores, em São Paulo, o leilão de concessão de 22 aeroportos brasileiros.

 

Serão leiloados os aeroportos do bloco Norte - que engloba Manaus, Tabatinga e Tefé, localizados no Amazonas; Porto Velho, em Rondônia; Rio Branco e Cruzeiro do Sul, no Acre; e Boa Vista, em Roraima.

 

O bloco Central prevê a concessão dos terminais de Goiânia, em Goiás; São Luís e Imperatriz, no Maranhão; Teresina, no Piauí; Palmas, no Tocantins; e Petrolina, em Pernambuco.

 

O bloco Sul é formado pelos aeroportos de Curitiba, Londrina, Bacacheri, e Foz do Iguaçu, no Paraná; Navegantes e Joinville, em Santa Catarina; Pelotas, Uruguaiana, e Bagé, no Rio Grande do Sul.

---------------

A Anac, Agência Nacional de Aviação Civil, emitiu comunicado aos médicos examinadores e serviços médicos de operadores aéreos recomendando o afastamento, por 48 horas, de pilotos que tenham sido vacinados contra a Covid-19.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, América Melo