Feira na Alemanha vai expor produtos brasileiros da agricultura familiar orgânica

O evento acontece em Nuremberg entre os dias 12 e15 de fevereiro, reunindo visitantes e expositores de diversos países; O governo vai investir R$ 30 bilhões em ferrovias nos próximos 5 ou 6 anos.

audio/mpeg 07-02-20 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - JOSE CARLOS.mp3 — 2584 KB

Duração: 1:56s




Transcrição

Polpa de açaí, geleia de umbu, frutas secas de bacuri e cupuaçu, café, cachaça, cacau em amêndoas, guaraná em pó e mel são alguns dos produtos que serão expostos no Estande Brasil, na Biofach 202 - uma feira na Alemanha.

 

O evento acontece em Nuremberg entre os dias 12 e15 de fevereiro, reunindo visitantes e expositores de diversos países.

 

E o Brasil vai promover agricultura familiar orgânica. Serão dez empreendimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas que promovem a inclusão econômica e social de pequenos produtores.

 

Eles terão a oportunidade de expor seus produtos, promover degustações, encontrar compradores e parceiros comerciais, conhecer novas tecnologias e prospectar ou realizar negócios.

 

 

O espaço é organizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo e da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais, pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE), através da Embaixada do Brasil em Berlim.

 

………………………………

 

O Ministério de Infraestrutura prevê investimentos de R$ 30 bilhões para ampliar a malha ferroviária do país. Os recursos seriam obtidos por meio de concessões.

 

As informações foram detalhadas pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas, que participou nessa quinta-feira (6) do 1º Fórum de Desenvolvimento Sustentável da Costa Verde, realizado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), na cidade de Seropédica (RJ).

De acordo com o ministro, o governo vai investir R$ 30 bilhões em ferrovias nos próximos 5 ou 6 anos.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade