Produção de grãos deve atingir mais de 333 milhões de toneladas em 10 anos

E mais: O emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Fundação Nacional do Índio, na Terra Indígena Enawenê-Nawê, em Mato Grosso, foi autorizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública; Nove municípios de Roraima tiveram a situação de emergência reconhecida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional .

audio/mpeg 07-07-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - DILSON SANTA FÉ - 2m09s - FINALIZADO 000.mp3 — 3038 KB

Duração: 2:09s




Transcrição

Nos próximos dez anos, a produção de grãos deverá atingir 333 milhões e 100 mil toneladas.

 

Em relação ao que o país produz nessa temporada de 2020/2021, o acréscimo na produção, até 2030/2031, deverá ser de 71 milhões de toneladas, alta de 27,1%, a uma taxa de crescimento de 2,4% ao ano.

 

Soja, milho de segunda safra e algodão devem continuar puxando o crescimento da produção de grãos.

Os números são do estudo Projeções do Agronegócio, Brasil 2020/21 a 2030/31, realizado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

O mercado interno, as exportações e os ganhos de produtividade deverão ser os principais fatores de crescimento na próxima década, aponta o estudo. Além disso, o avanço de inovações deve continuar permeando as atividades no campo, pois há grande atrativo para novas tecnologias.

 

Xxxxxxxxxxxxxxxxxx

O emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Fundação Nacional do Índio, na Terra Indígena Enawenê-Nawê, em Mato Grosso, foi autorizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

 

A medida visa ações de preservação da ordem pública e da segurança das pessoas e do patrimônio, nas barreiras previstas no Plano de Barreiras Sanitárias para os Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato.

 

A atuação será mantida até o dia 31 de agosto, podendo o prazo ser prorrogado caso necessário.

 

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nove municípios de Roraima tiveram a situação de emergência reconhecida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, nessa terça-feira (6).

 

São eles: Bonfim, Cantá, Caracaraí, Caroebe, Normandia, Rorainópolis, São João da Baliza, São Luiz do Anauá e Uiramutã. Há dias, o estado sofre com chuvas intensas, que causaram inundações.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé