Ministério divulga Balanço sobre violência contra mulher

E mais: governo federal planeja conceder mais de 50 ativos à iniciativa privada, por meio de concessões, privatizações e renovações, em todos os modais, em 2021; Nova distribuição de doses da vacina contra a Covid-19 será iniciada nesta semana pelo Ministério da Saúde.

audio/mpeg 08-03-21 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - 2m19s - - DILSON SANTA FÉ - FINALIZADO.mp3 — 3283 KB

Duração: 2:19s




Transcrição

Foi divulgado nesse domingo (7), pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o balanço de dados sobre a violência contra a mulher recebidos pelos canais de denúncia do governo federal.

Ao todo, em 2020, foram registradas 105 mil e 671 denúncias de violência contra a mulher, tanto do Ligue 180, Central de Atendimento à Mulher, quanto do Disque 100, canal de Direitos Humanos.

Do total de registros, 72%, mais de 75 mil denúncias, são referentes à violência doméstica e familiar contra a mulher, informou a pasta.

De acordo com a Lei Maria da Penha, esse tipo de violência é caracterizado pela ação ou omissão que cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico da mulher. Ainda estão na lista danos morais ou patrimoniais a mulheres.

----------

Em 2021, o governo federal planeja conceder mais de 50 ativos à iniciativa privada, por meio de concessões, privatizações e renovações, em todos os modais. Isso inclui aeroportos, portos, rodovias e ferrovias. Um dos focos do Ministério da Infraestrutura neste ano é o setor ferroviário.

Um destaque será a concessão do primeiro trecho da Ferrovia Oeste-Leste, conhecida como Fiol. Outro, a Ferrogrão, projeto que prevê a construção de uma ferrovia ligando a produção do norte do Mato Grosso aos portos de Miritituba, no Pará.

O governo federal quer tornar as ferrovias uma alternativa logística com maior potencial para o escoamento da produção brasileira. E, para ampliar a malha ferroviária, a aposta será na participação da iniciativa privada, por meio do PPI, o Programa de Parcerias de Investimentos.

----------

O Ministério da Saúde inicia, nesta semana, nova distribuição de doses da vacina contra a Covid-19.

Para o mês de março, o cronograma prevê a entrega de 30 milhões de doses provenientes de acordos com o Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford e o consórcio Covax Facility.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé