SIsu: Prazo de adesão das instituições vai até sexta-feira (12)

E mais: Bolsa Família é substituído pelo Auxílio Brasil; programação do pavilhão Brasileiro na 26ª edição da Conferência das Partes (COP26) será dedicada nesta segunda-feira (8) à agropecuária sustentável,

audio/mpeg 08-11-21 - E NOTICIA 2 MIN - DILSON SANTA FE - 2m34s - FINALIZADO.mp3 — 3634 KB

Duração: 2:35s




Transcrição

Começa nesta segunda-feira (8) e vai até sexta-feira (12), o prazo de adesão das instituições de educação superior públicas à primeira edição de 2022 do Sistema de Seleção Unificado (Sisu). O programa do Ministério da Educação (MEC) dá acesso a cursos de graduação em universidades públicas do Brasil. As vagas são abertas duas vezes por ano.


De acordo com as regras, é de exclusiva responsabilidade da instituição participante do Sisu descrever, no documento de adesão, as condições específicas de concorrência às vagas por ela ofertadas.

De 15 a 19 de novembro, as instituições podem retificar, se for o caso informações constantes nos documentos de adesão, que deverão ser assinados digitalmente, exclusivamente, por meio do sistema de gestão do Sisu. O site para inscrição pode ser acessado: sisugestão.mec.gov.br
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A partir desta segunda-feira (8), o Bolsa Família acaba e será substituído pelo Auxílio Brasil , como estabelece Medida Provisória de 9 de agosto de 2021.

No momento da transição dos programas, todos os beneficiários do Bolsa Família receberão os valores dos benefícios reajustados automaticamente.

O Governo Federal aumentou os limites para classificação das famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza e o valor dos benefícios básicos do Programa Bolsa Família.

Os novos valores serão considerados para o pagamento do novo programa social permanente do Governo Federal, o Auxílio Brasil, a partir de 17 de novembro que incorpora um aumento de 17,84% .O valor médio do benefício passará para 217 reais e 18 centavos mensais.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxx

A programação do pavilhão Brasileiro na 26ª edição da Conferência das Partes (COP26) será dedicada nesta segunda-feira (8) à agropecuária sustentável, com a participação de representantes do Mapa, da Embrapa, de universidades e de entidades representantes do agro.


A programação conta com apresentações híbridas, feitas a partir do estande de Glasgow (Escócia), sede da COP26, e do espaço montado em Brasília.


A transmissão será ao vivo pelo canal do Ministério do Meio Ambiente no YouTube e estará disponível nas redes sociais do Mapa.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé