Mercado de lenha movimenta R$2 bilhões por ano no Nordeste

E mais: Banco do Brasil registrou aumento na venda de consórcios no 2º semestre de 2020; Enem divulga nota de esclarecimento sobre questão anulada na prova digital.

audio/mpeg 09-02-21 - É NOTICIA EM 2 MIN - LUCIANO BARROSO - 2m10s.mp3 — 1847 KB

Duração: 2m10s




Transcrição

O mercado de lenha no Nordeste movimenta R$2 bilhões por ano e garante ocupação equivalente a 35 mil postos de trabalho.

 

O manejo florestal é uma forma legal, sustentável e rentável para produzir lenha na Caatinga, sendo a principal fonte de energia para as indústrias de cerâmica, gesso, farinha, laticínios e têxtil, além de ser muito usada nos fogões a lenha da zona rural e periferias urbanas.

 

No entanto, parte da lenha consumida não tem origem sustentável, ou seja, é oriunda de desmatamentos. Para atender esse mercado de forma sustentável, autoridades ambientais buscam a implantação de planos de manejo florestal.

-------------------------------------------------

O Banco do Brasil registrou aumento na venda de consórcios no 2º semestre de 2020.

 

O número de cotas de consórcios comercializadas saiu de 360 mil e 900 em 2019 para 393 mil e 700, atingindo o marco de mais de um milhão de cotas ativas.

 

No segundo semestre, o volume negociado chegou a R$6,6 bilhões, um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior, apesar da pandemia do novo coronavírus, que causou grande impacto econômico no país.

--------------------------------------------------

Enem divulgou nota de esclarecimento sobre uma questão anulada na prova digital. O item da prova de matemática e suas tecnologias do Enem Digital 2020 anulado é o seguinte:

 

Questão 140 do Caderno 5 (Amarelo); questão 148 do Caderno 6 (Cinza); questão 157 do Caderno 7 (Azul); e questão 165 do Caderno 8 (Rosa).

 

O Inep informa ainda que anulação de uma questão, ou mesmo a aplicação de provas com itens diferentes, não compromete o processo de estimação da nota dos participantes.

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília, Luciano Barroso.