Termina nesta terça-feira primeira fase da Vacinação contra Influenza

E mais: Medicamentos utilizados no tratamento de degeneração macular relacionada à idade neovascular em pacientes acima de 60 anos são incorporados no SUS; Desbloqueio de cerca de 166 milhões de reais para investimento nas forças de segurança pública foi autorizado pelo Ministério da Justiça para os estados do Acre, Amapá, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

audio/mpeg 11-05-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - DILSON SANTA FÉ - 2M02S - FINALIZADO .mp3 — 2882 KB

Duração: 2:02s




Transcrição

A Campanha de Vacinação contra a Influenza de 2021 termina, nesta terça-feira (11), sua primeira fase com 8% do público-alvo vacinado.

 

A campanha pretende imunizar cerca de 80 milhões de pessoas em todo o país. E, em um mês desde o seu início, no dia 12 de abril, foram vacinadas 7 milhões e 600 mil pessoas.



A primeira fase teve como foco crianças de 6 meses a 6 anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas que estão no período de até 45 dias após o parto.


--------------------------------
Os antiangiogênicos aflibercepte e ranibizumabe foram incorporados no SUS, Sistema Único de Saúde, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União dessa segunda-feira (10).

 

Os medicamentos são utilizados no tratamento de degeneração macular relacionada à idade neovascular em pacientes acima de 60 anos.

 

Ambos os medicamentos atuam por meio de injeções intraoculares, bloqueando o processo que provoca a formação anormal de vasos sanguíneos no olho e o desenvolvimento de inchaço na retina.


--------------------------------------
O desbloqueio de cerca de 166 milhões de reais para investimento nas forças de segurança pública foi autorizado pelo Ministério da Justiça para os estados do Acre, Amapá, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Os recursos vão ajudar os estados a investir em equipamentos, viaturas, tecnologias e capacitação dos profissionais que atuam no combate à criminalidade.

 

Em março, o governo federal anunciou o desbloqueio de cerca de 160 milhões de reais para apoiar ações de segurança pública em Mato Grosso do Sul, Amazonas, Paraíba e Goiás e no Distrito Federal.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé