Ministro faz apelo para que população tome 2ª dose da vacina contra covid-19

E mais: Governo Federal autoriza o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade, em unidades de conservação federais localizadas na Amazônia. Exportação de manga brasileira bate recorde em 2020. Quase 247 milhões de dólares foram levantados com a venda de cerca de 243 mil toneladas de manga para o mercado externo.

audio/mpeg 13-04-2021 É NOTICIA EM 2 MIN LUCIANO BARROSO.mp3 — 1377 KB

Duração: 1min56seg




Transcrição

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um apelo nesta segunda-feira, para que pessoas que foram imunizadas com a primeira dose da vacina contra covid-19 não deixem de tomar, dentro do prazo recomendado, a segunda dose do imunizante.

O pedido foi feito em entrevista ao programa Sem Censura, da TV Brasil. Queiroga reafirmou ainda que a meta do ministério de aplicar 1 milhão de doses de vacina por dia e ressaltou a constante articulação do governo federal na aquisição de mais imunizantes.

****

O governo federal autorizou nesta terça-feira, o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao ICMBio, o Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade, em unidades de conservação federais localizadas na Amazônia.

O objetivo é reforçar a atuação no combate ao desmatamento, extração ilegal de minério e madeira e às invasões em áreas federais.

A medida tem validade de 180 dias, contados a partir de 12 de abril, sendo encerrada em 8 de outubro, podendo ser prorrogada, caso seja necessário.

****

A exportação de manga brasileira bateu recorde em 2020. Quase 247 milhões de dólares foram levantados com a venda de cerca de 243 mil toneladas de manga para o mercado externo.

De acordo com o ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, os valores e volumes das exportações no último ano cresceram mais de 10% em relação ao ano anterior.

As variedades mais comercializadas foram Tommy Atkins para o mercado americano; e Kent, Keitt e Palmer para a Europa.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Luciano Barroso