Ministro anuncia antecipação de doses da vacina da Pfizer

E mais: Mais de 620 mil micro e pequenas empresas foram abertas no Brasil em 2020. Percentual de estudantes com acesso à internet aumenta para 88,1% em 2019.

audio/mpeg 14-04-2021 É NOTICIA EM 2 MIM LUCIANO BARROSO .mp3 — 1641 KB

Duração: 2m18s




Transcrição

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quarta-feira, que a Pfizer vai antecipar, para o primeiro semestre, a entrega de 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 para o Brasil.

O governo brasileiro tem um contrato com a farmacêutica para a entrega de 100 milhões de doses até o final do ano.

Segundo Queiroga, com a antecipação, estão garantidas 15 milhões e meio de doses da vacina da Pfizer para os meses de abril, maio e junho.

O anúncio foi feito durante a entrevista coletiva sobre os resultados da segunda reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, no Palácio do Planalto, em Brasília.

****

Quase 627 mil micro e pequenas empresas foram abertas em todo o país em 2020.

Segundo dados do Sebrae, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, do total, mais de 500 mil eram microempresas, e mais de 91 mil eram empresas de pequeno porte.

Os setores com maior número foram o de serviços combinados de escritório e apoio administrativo, comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios e restaurantes e similares.


***

O percentual de estudantes de 10 anos de idade ou mais com acesso à internet no Brasil subiu de 86,6%, em 2018, para 88,1% em 2019.

Apesar disso, ainda em 2019, mais de 4 milhões ainda não utilizavam o serviço e a maior parte deles, quase 96%, era de alunos de escolas públicas.

Ao todo 4 milhões e 100 mil estudantes da rede pública não tinham acesso à internet, enquanto apenas 174 mil alunos da rede privada não tinham conexão à rede mundial de computadores.

Os números estão na PNAD, a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

****
Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Luciano Barroso