Beneficiários nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial

E mais: As inscrições para os interessados em participar do primeiro de uma série de seminários regionais sobre o Programa Pró-Cidades estão abertas até o próximo dia 28; Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (16), a Operação Ateliê, para apurar crimes de corrupção, tráfico de influência, advocacia administrativa e associação criminosa, praticados no âmbito da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP).

audio/mpeg 16-08-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - DILSON SANTA FÉ - 2m14s - FINALIZADO 000.mp3 — 3162 KB

Duração: 2:14s




Transcrição

Beneficiários inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal nascidos em outubro podem sacar, a partir desta segunda-feira (16) a quarta parcela do auxílio emergencial 2021.


O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 28 de julho.
Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário.

 

Em caso de dúvidas, basta ligar na central telefônica 111 da Caixa, de segunda a domingo, das 7 horas da manhã às 10 horas da noite ou consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

As inscrições para os interessados em participar do primeiro de uma série de seminários regionais sobre o Programa Pró-Cidades estão abertas até o próximo dia 28.

 

O encontro on-line será com representantes das regiões Norte e Centro-Oeste. A iniciativa é organizada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e está marcada para o dia 31 deste mês. São oferecidas mil vagas.

 

Lançado em 2019, o Pró-Cidades disponibiliza 1 bilhão de reais por ano para o financiamento de projetos de reabilitação de áreas urbanas e modernização tecnológica de serviços públicos.

 

Segundo a coordenadora-geral de Análise de Projetos de Estruturação Regional e Urbana do ministério, Cristiana Scorza Guimaraens, o objetivo do seminário é apresentar o Pró-Cidades aos interessados em acessar esses recursos, mostrar o que o programa tem a oferecer e as diretrizes para a aplicação dos financiamentos.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (16), a Operação Ateliê, para apurar crimes de corrupção, tráfico de influência, advocacia administrativa e associação criminosa, praticados no âmbito da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP).

 

A investigação de hoje é um desdobramento da Operação Biltre, que teve início em setembro de 2020.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé