Conab aprimora metodologia de dados sobre produção de grãos

Os técnicos da instituição vão registrar as informações de campo diretamente em tablets, com envio simultâneo, para as bases da Companhia; Mobilização pelo Emprego e Produtividade chega ao Espírito Santo; AGU garante manutenção de mais de R$22 milhões em multas devidas à Agência Nacional de Petróleo.

audio/mpeg 16-10-20 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - TARDE - 2m15s - LUCIANO.mp3 — 1963 KB

Duração: 2m15s




Transcrição

A Companhia Nacional de Abastecimento está aprimorando a metodologia de dados sobre a produção de grãos e prepara estimativas sobre a pecuária em seus levantamentos.

 

Os técnicos da instituição vão registrar as informações de campo diretamente em tablets, com envio simultâneo, para as bases da Companhia.

 

Os setores de bovinos, frangos, suínos, caprinos, ovinos, lácteo e de ovos contarão com estimativas da Conab em breve.

 

A Companhia está inovando ainda no levantamento de preços de produtos agropecuários e insumos, que passam a contar com informações de notas fiscais eletrônicas, obtidas junto à Receita Federal.

--------------------------------------------------

Mobilização pelo Emprego e Produtividade chega ao Espírito Santo nesta sexta-feira. O programa do Ministério da Economia em parceria com a Federação das Indústrias do estado vai reunir representantes do setor produtivo e gestores públicos da região.

 

O objetivo é levantar os principais gargalos enfrentados pelos empresários e gestores públicos do estado e de municípios locais, para identificar os entraves e aplicar medidas em favor da competitividade.

 

O evento, transmitido pelo YouTube, está em novo formato, obedecendo às normas como uso de equipamentos de proteção, higiene e ventilação dos ambientes.

-------------------------------------------------

AGU garante manutenção de mais de R$22 milhões em multas devidas à Agência Nacional de Petróleo.

 

O valor é referente a créditos devidos pela Petrobras, que ajuizou duas ações contra a ANP para impedir a cobrança das multas.

 

Em uma delas, a empresa pedia a suspensão de multas de R$6 milhões e a nulidade parcial de processo administrativo referentes a infrações cometidas na concessão de uma fazenda no Espírito Santo.

 

Mas a Procuradoria-Geral Federal demonstrou que a multa aplicada pela ANP foi justificável e que cada violação ao limite mensal de queima de gás representa uma infração autônoma.

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília, Luciano Barroso.