INSS faz teste de perícias médicas com uso da telemedicina

Para o trabalhador ter acesso à perícia por telemedicina, a empresa em que trabalha precisa aderir ao projeto; Pessoas que tiveram auxílio emergencial cancelado podem contestar decisão até esta segunda-feira, 16; Ministério da Saúde lança Cartão de Saúde do Caminhoneiro, que será utilizado para registro das informações clínicas dos condutores pelos profissionais de saúde.

audio/mpeg 16-11-20 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - 2m08s - DILSON SANTA FE - FINALIZADO .mp3 — 3024 KB

Duração: 2:08s




Transcrição

Experiência piloto de realização de perícias médicas com uso da telemedicina tem início nesta segunda-feira, 16, pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A fase de testes vai até o dia 31 de janeiro de 2021.

 

Para o trabalhador ter acesso à perícia por telemedicina, a empresa em que trabalha precisa aderir ao projeto.

 

O INSS disponibilizou às empresas, por meio eletrônico, o Termo de Adesão de Participação da Experiência Piloto de Realização de Perícias Médicas com Uso da Telemedicina (Pmut).

 

Um médico contratado pela empresa terá a responsabilidade de acompanhar o segurado.

 

Com os documentos e informações encaminhadas, o perito do INSS decidirá se concede o auxílio-doença.


xxxxxxxxxxxxx

 

Pessoas que tiveram auxílio emergencial cancelado podem contestar decisão até esta segunda-feira, 16.

 

Quase 70 milhões de brasileiros já receberam o Auxílio Emergencial, que é pago desde abril deste ano.

 

No entanto, após análise da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União, algumas pessoas tiveram o benefício de 600 ou mil e 200 reais suspenso.

 

Para que o beneficiário possa recorrer da decisão basta acessar o site da Dataprev para fazer a solicitação, no endereço: dataprev.gov.br.


Xxxxxxxxxxxxxxxxxx


O Ministério da Saúde lançou Cartão de Saúde do Caminhoneiro, que será utilizado para registro das informações clínicas dos condutores pelos profissionais de saúde.

 

Por ser uma categoria com perfil de trabalho itinerante, o documento chega para facilitar o acompanhamento de saúde dos caminhoneiros em qualquer unidade de atendimento à saúde da Atenção Primária seja pública ou privada.

 

Pelo documento, o motorista é orientado a cuidar melhor da sua saúde com dicas de alimentação balanceada e como adotar um estilo de vida saudável, mesmo estando a maior parte do tempo na estrada e longe de casa.

 

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé