Chega ao Brasil mais um lote de vacina infantil contra a Covid-19

E Mais: vacinação de crianças depende da autorização dos pais; Comitê Gestor do Simples Nacional vai se reunir na próxima sexta-feira (21/1) para decidir sobre a prorrogação do prazo de regularização de pendências de débitos.

audio/mpeg 17-01-2021_É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS FINALIZADO.mp3 — 2488 KB

Duração: 2m25s




Transcrição

A segunda remessa de doses da vacina pediátrica da Pfizer foi antecipada e chegou ao Brasil nesse domingo (16). 

 

 

São  mais 1 milhão e 200 mil doses para imunizar contra a Covid-19 crianças entre 5 e 11 anos de idade.

 

Fechando o mês de janeiro, no dia 27, serão mais 1 milhão e 800 mil doses que devem chegar ao Brasil  para imunização do público infantil.

 

Ao todo, o Governo Federal já encomendou mais de 20 milhões de vacinas pediátricas da Pfizer para o primeiro trimestre deste ano.

 

 

Xxxxx

 

A imunização de crianças no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 teve início nesse domingo em vários estados.

 

Para a vacinação  desse público é necessária a autorização dos pais. No caso da presença dos responsáveis no ato da vacinação, haverá dispensa do termo por escrito. 

 

 

A orientação do ministério da Saúde  é que os pais ou responsáveis por suas crianças procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização. O esquema vacinal para crianças é composto por duas doses com intervalo de oito meses entre elas.

 

 

 

Xxxxxx

 

 

O Comitê Gestor do Simples Nacional vai se  reunir na próxima sexta-feira (21/1) para decidir sobre a prorrogação do prazo de regularização de pendências de débitos. 

 

Caso a resolução seja aprovada, beneficiará as empresas que formalizarem a opção até o dia 31 de janeiro de 2022 pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte , o Simples Nacional.

 

 

O prazo atual para regularização de pendências também é até 31 de janeiro. Com a aprovação da prorrogação, os empresários terão mais dois meses para regularizar de seus débitos.

 

Neste momento de retomada da economia, a deliberação do Comitê Gestor do Simples Nacional visa propiciar aos contribuintes do Simples Nacional o fôlego necessário para que se reestruturem, regularizem suas pendências e retomem o desenvolvimento econômico afetado devido à pandemia da Covid-19.

 

O prazo de adesão ao Simples Nacional permanece até o último dia útil de janeiro de 2022 e não será prorrogado.

 

 

Da Rede Nacional De Rádio em Brasília