Acumulada há 7 sorteios, Mega-Sena pode pagar R$ 75 milhões

E mais: nascidos em janeiro recebem a quarta parcela do auxílio emergencial 2021; ministro do Desenvolvimento Regional faz cirurgia para colocação de stent; Fiocruz chega a 70,4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 produzidas com IFA importado.

audio/mpeg 17-07-21-É-NOTÍCIA-2 MINUTOS.mp3 — 2076 KB

Duração: 2m12s




Transcrição

 

O concurso 2.391 da Mega-Sena, que será sorteado neste sábado, dia 17, pode pagar um prêmio de R$ 75 milhões aos acertadores das seis dezenas.

Acumulada há sete sorteios, a Mega-Sena terá os números sorteados às 8 da noite, no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 7 da noite, no portal da Loterias Caixa, no aplicativo Loterias Caixa, nas casas lotéricas ou ainda no aplicativo do banco, para quem é correntista.

O valor de uma aposta simples é R$ 4,50. 

xxxxx

Trabalhadores informais nascidos em janeiro recebem a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial neste sábado, dia 17, em suas contas poupança digitais.

O pagamento também será feito a inscritos no CadÚnico, o Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal, nascidos no mesmo mês. Até três semanas depois do depósito, o dinheiro pode ser sacado ou transferido para uma conta-corrente.

xxxxx

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, de 57 anos, passou por uma cirurgia e está internado em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

Ele foi diagnosticado com uma obstrução na artéria e foi submetido à cirurgia de angioplastia para a colocação de um stent nesta madrugada de sábado, dia 17. O acessório é uma espécie de mola de metal que reestabelece o fluxo de sangue na artéria.

Nessa sexta-feira, dia 16, em seu perfil nas redes sociais, Marinho informou sobre seu estado de saúde, dizendo que estava indo para Porto Seguro, onde passa férias com a família, quando se sentiu mal. O ministro disse que agora está bem e que espera receber alta nas próximas horas.

xxxxx

A Fiocruz chegou à marca de 70 milhões e 400 mil doses de vacinas contra a Covid-19 produzidas no Instituto Bio-Manguinhos, entregues ao Programa Nacional de Imunizações. A unidade produz a vacina Oxford/AstraZeneca a partir de IFA, ingrediente farmacêutico ativo, importado e prevê chegar a 100 milhões de doses entregues em agosto.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Lana Cristina