Governo Federal inicia testes no Ramal do Agreste, em Pernambuco

E mais: AGU defende competência da União para legislar sobre gratuidade no direito das empresas de telecomunicações; Codevasf investiu R$350 milhões, em Pernambuco, no ano passado, beneficiando 60 municípios que somam população de quase 2,5 milhões de pessoas.

audio/mpeg 18-02-2021 É NOTICIA EM 2 MIN dilson santa fé .mp3 — 2172 KB

Duração: 2m14s




Transcrição

Governo Federal inicia testes no Ramal do Agreste, em Pernambuco. O acionamento das comportas do Ramal do Agreste no reservatório de Barro Branco, em Sertânia, está previsto para esta sexta-feira, às 10 horas da manhã.

 

A medida vai possibilitar o início dos testes na estrutura e o enchimento do sistema adutor até o Reservatório Negros-Góis.

 

O reservatório Negros tem capacidade de armazenar 14 milhões de metros cúbicos de água e toda essa estrutura integra o Marco 1 da obra.

 

Quando finalizado, o Ramal do Agreste levará as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco à região de maior escassez hídrica de Pernambuco, podendo atender 68 cidades e mais de dois milhões de pessoas.

------------------------------

A Advogacia Geral da União defende competência da União para legislar sobre gratuidade no direito das empresas de telecomunicações pelo uso de vias públicas.

 

Está sendo discutida a constitucionalidade de lei que impede estados, Distrito Federal e municípios de exigirem contraprestação das concessionárias pelo uso de vias públicas, para instalação de infraestrutura, como a colocação de antenas, por exemplo.

 

A conhecida Lei Geral da Antenas defendida pela AGU estabelece normas gerais para implantação e compartilhamento da infraestrutura de telecomunicações em todo o país.

---------------------------------------------------

A Codevasf investiu aproximadamente R$350 milhões, em Pernambuco, no ano passado, beneficiando 60 municípios que somam população de quase 2,5 milhões de pessoas.

 

Os recursos foram empregados em ações de fortalecimento da agricultura familiar, abastecimento de água, recuperação da bacia do Rio São Francisco e melhorias na infraestrutura urbana e rural, entre outras.

 

A Codevasf também tem realizado ações voltadas ao desenvolvimento da caprinovinocultura, por intermédio da Rota do Cordeiro, onde estão sendo investidos mais de R$8 milhões.

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília, Dilson Santafé.