Hospitais do Amazonas serão beneficiados com profissionais de saúde e medicamentos

Um avião da Força Aérea Brasileira partiu nesse domingo, dia 17, levando 11 profissionais de saúde e milhares de equipamentos de proteção individual, insumos como álcool em gel; Quase cinco milhões de crianças e adolescentes brasileiras, entre 9 e 17 anos, não têm acesso à internet em casa; Propagação do coronavírus em cidades brasileiras será medida através de um estudo da Universidade Federal de Pelotas, do Rio Grande do Sul.

audio/mpeg 18-05-20 É NOTÍCIA EM DOIS MINUTOS MANHÃ.mp3 — 20310 KB

Duração: 1:57s




Transcrição

Hospitais de São Gabriel da Cachoeira e de Tabatinga, no Amazonas, serão beneficiados com o envio de medicamentos e profissionais de saúde.

Um avião da Força Aérea Brasileira partiu nesse domingo, dia 17, levando 11 profissionais de saúde e milhares de equipamentos de proteção individual, insumos como álcool em gel.


A região tem uma das maiores populações indígenas do país .

 

…....................................................

Quase cinco milhões de crianças e adolescentes brasileiras, entre 9 e 17 anos, não têm acesso à internet em casa. Eles correspondem a 17% de todos os brasileiros nessa faixa de idade.

Os dados fazem parte de uma pesquisa encomendada pelo Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, para medir a quantidade de crianças e adolescentes que estão sem acesso às aulas online durante a pandemia do novo coronavírus.

…...............................................

Milhares de brasileiros terão seus empregos mantidos durante a pandemia devido à continuidade de obras e projetos em todo o país.

As ações adotadas nos últimos cem dias pelo governo federal foram aliadas a investimentos e à implementação de políticas públicas em defesa civil, saneamento básico, habitação, segurança hídrica e mobilidade urbana.

Os resultados marcam os 500 dias de gestão.

…........................................................


A propagação do coronavírus em cidades brasileiras será medida através de um estudo da Universidade Federal de Pelotas, do Rio Grande do Sul.

Cerca de 100 mil pessoas de 133 municípios serão entrevistadas e testadas. O Ministério da Saúde, que apoia a pesquisa, enviou 150 mil testes rápidos para viabilizar a ação.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Adalto Gouveia