Advocacia-Geral da União assegura retirada de invasores de terras indígenas no Pará

As terras indígenas são Arara da Volta Grande do Xingu, no município de Senador José Porfírio, e Trincheira Bacajá, em São Félix do Xingu; Conab inspeciona condições de armazenagem dos produtos estocados em unidades próprias e privadas; Ferrovia Norte-Sul registrou recorde histórico de transbordo.

audio/mpeg 18-09-19 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - TARDE - MARIA VILHENA - 2m11s.mp3 — 2438 KB

Duração: 2m11s




Transcrição

Advocacia-Geral da União assegura retirada de invasores de terras indígenas no Pará

As terras indígenas são Arara da Volta Grande do Xingu, no município de Senador José Porfírio, e Trincheira Bacajá, em São Félix do Xingu.

A AGU defendeu que a presença de não-índios aumenta o risco de conflitos, além de encorajar outros invasores.

A Funai, Fundação Nacional do Índio, adotou medidas para a desocupação voluntária, mas os invasores insistiram em permanecer no local, realizando atividades de pesca, caça e desmatamento.

A Justiça já determinou o uso de força policial, caso não saiam voluntariamente.

--------------------------------------------------------------------

Conab inspeciona condições de armazenagem dos produtos estocados em unidades próprias e privadas.

Esta é a oitava etapa de fiscalização dos estoques armazenados por empresas contratadas pelo Governo Federal, além das Unidades Armazenadoras próprias, no estado do Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

O objetivo é apurar as quantidades e condições de qualidade, além de avaliar a situação técnico-operacional das unidades armazenadoras depositárias.

Serão inspecionadas, aproximadamente, 33 mil toneladas de produtos como arroz, milho e trigo em pelo menos 17 armazéns nas duas regiões.

Mais informações estão disponíveis no site conab.gov.br

----------------------------------------------------------------------

A Ferrovia Norte-Sul registrou recorde histórico de transbordo.

Apenas em agosto de 2019, um milhão de toneladas de mercadorias foram transportados pela ferrovia que vai de Palmas, no Tocantins a Açailândia, no Maranhão. 

Em 2008 inteiro, o total foi de um milhão e 400 mil toneladas.

O recorde nos terminais da VALEC foi de 35% e de 65% em terminais da VLI, empresa logística da Vale S.A.

A VLI é a responsável pela conservação, manutenção, monitoração, operação, melhoramentos e adequação do segmento ferroviário.

Saiba mais em presidencia.gov.br

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília,