Força Nacional vai reforçar segurança em terra indígena Kaingang

E mais: Módulo de Regularização Ambiental estará disponível na plataforma WebAmbiente da Embrapa a partir de novembro; Mapa divulga guia para reconhecimento de sistemas do Patrimônio Agrícola Mundial

audio/mpeg 19-10-2021_É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS TARDE ANA PIMENTA.mp3 — 1874 KB

Duração: 1m55s




Transcrição

Uma portaria publicada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública no Diário Oficial da União desta terça-feira (19) autoriza o emprego da Força Nacional na Terra Indígena Serrinha, localizada no Rio Grande do Sul.

A Força Nacional vai apoiar a Polícia Federal na preservação da ordem pública e na proteção de pessoas e do patrimônio por 30 dias.

O prazo poderá ser prorrogado se necessário, a pedido do governo gaúcho.

A Terra Indígena Serrinha é habitada por índios Kaingang, que vêm sofrendo ataques violentos.  O local é arrendado por agricultores que plantam soja para exportação.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

O Serviço Florestal Brasileiro vai oferecer, a partir de novembro, o Módulo de Regularização Ambiental na plataforma WebAmbiente da Embrapa.

A novidade vai permitir ao produtor rural a elaboração de proposta de adesão ao Programa de Regularização Ambiental.  O produtor precisa estar registrado no Cadastro Ambiental Rural.

A informação foi divulgada pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante o 8º Encontro Nacional do Cadastro Ambiental Rural. O evento reúne gestores para discutir os desafios e estratégias da regularização ambiental.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento atualizou o Guia para Elaboração de Propostas ao Reconhecimento Internacional de Sistemas Importantes do Patrimônio Agrícola Mundial.

O material é uma versão traduzida e adaptada do manual em inglês, elaborado pela FAO, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

Você pode baixar a publicação gratuitamente no site gov.br/agricultura.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Ana Pimenta