Banco Central aumenta projeção para crescimento da economia

A previsão para a expansão do PIB, o Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em 2019, passou de 0,9%, em setembro, para 1,2%; A Controladoria-Geral da União, CGU, lançou , nesta quarta-feira, dois painéis eletrônicos, na internet, com informações relacionadas ao pagamento de benefícios pelo Governo Federal.; Presidente Jair Bolsonaro fez um balanço, nas redes sociais, da economia brasileira durante o seu primeiro ano de governo.

audio/mpeg 19-12-19 - E NOTICIA 2 MINUTOS - AMERICA MELO - 2M14S - FINALIZADO.mp3 — 3757 KB

Duração: 2:15s




Transcrição

O Banco Central aumentou a projeção para o crescimento da economia neste ano e em 2020.

 

A informação, divulgada nesta quinta-feira, consta do Relatório de Inflação, feito trimestralmente.

 

A previsão para a expansão do PIB, o Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em 2019, passou de 0,9%, em setembro, para 1,2%.

 

Já para 2020, a estimativa é que o PIB aumente 2,2%. A projeção anterior era de 1,8%.

 

Segundo o BC, o ajuste na projeção “repercute os resultados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística para o terceiro trimestre do ano, a revisão da série histórica do PIB e o conjunto de informações setoriais disponíveis para o trimestre em curso”.

.................................

A Controladoria-Geral da União, CGU, lançou , nesta quarta-feira, dois painéis eletrônicos, na internet, com informações relacionadas ao pagamento de benefícios pelo Governo Federal. 

 

O primeiro se refere aos benefícios pagos pelo INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social. Nele, há duas informações : uma sobre os pagamentos e outra sobre as concessões de benefícios pagos.

 

O segundo painel consolida informações sobre o Programa Bolsa Família.

 

As informações estão disponíveis no site www..cgu.gov.br

.......................................

 

O presidente Jair Bolsonaro fez um balanço, nas redes sociais, da economia brasileira durante o seu primeiro ano de governo.

 

O presidente informou que a bolsa de valores bateu um novo recorde: pela primeira vez, superou 113 mil pontos e o dólar caiu para 4 reais e 61 centavos.

 

O presidente afirmou também que o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o déficit fiscal de 2019, previsto em 139 bilhões de reais, ficará em menos de 80 bilhões de reais. Caiu praticamente pela metade, comemorou o presidente.

 

Jair Bolsonaro lembrou também que o Brasil tem a menor taxa de juros de todos os tempos. A Selic está em 4,5%.

 

O Risco Brasil segue caindo e chega ao menor nível desde 2010 e a expectativa do mercado de crescimento do PIB aumenta para 1,12%, informou o presidente da República.

 

Jair Bolsonaro citou também que o desemprego diminuiu com 1 milhão de novas vagas de trabalho este ano e finalizou com a frase: “É o Brasil se recuperando”.

 Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, América Melo