Beneficiários nascidos em julho começam a receber auxílio emergencial

E mais: Ministro da Saúde se reúne com representantes da ONU para tratar da resposta brasileira ao enfrentamento da Covid-19, compra de medicamentos urgentes e vacinas; Recursos extras para o acesso de pacientes às cirurgias eletivas realizadas no Sistema Único de Saúde já estão disponíveis.

audio/mpeg 20-04-21 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - 2m13s - DILSON SANTA FE - FINALIZADO.mp3 — 3137 KB

Duração: 2:13s




Transcrição

Beneficiários do auxílio emergencial nascidos em julho começam a receber nessa terça-feira(20), a nova rodada do auxílio . O benefício tem parcelas de 150 a 375 reais, dependendo da família.

 

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês.

 

O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

 

O saque da primeira parcela foi antecipado em 15 dias. O calendário de retiradas, que iria de 4 de maio a 4 de junho, passou para o período de 30 de abril a 17 de maio.

 

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial.


-----------------------------------

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e representantes da ONU, Organização das Nações Unidas se reuniram nessa segunda-feira (19), para tratar da resposta brasileira ao enfrentamento da Covid-19, compra de medicamentos urgentes e vacinas.

 

Queiroga reforçou as medidas já adotadas pelo ministério, em especial o avanço da vacinação a partir do atendimento a grupos prioritários, como os povos indígenas, dos quais 76% já foram vacinados com a primeira dose.


O ministério já ultrapassou a marca de 53 milhões de doses distribuídas aos estados e municípios. O país já atingiu a meta estabelecida de vacinar 1 milhão de pessoas por dia.

----------------------------------


Já estão disponíveis recursos extras para o acesso de pacientes às cirurgias eletivas realizadas no Sistema Único de Saúde.

 

A previsão de repasse para 2021 é de R$ 350 milhões de reais para os estados, Distrito Federal e municípios por meio do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação , após a comprovação da produção dos procedimentos.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé