Trabalhadores sem conta na Caixa podem sacar valor complementar do FGTS

O trabalhador poderá sacar, de cada conta, até R$ 498, a diferença entre R$ 500 e R$ 998; O ministro da Saúde, garantiu antecipação, até o dia 28 de dezembro, da segunda parcela de R$ 76 milhões da ajuda emergencial do Governo Federal para o socorro à cidade do Rio de Janeiro.

audio/mpeg 20-12-19 - É NOTICIA EM 2 MINUTOS - JOZÉ CARLOS - MANHA.mp3 — 4314 KB

Duração: 2:18s




Transcrição

Os trabalhadores sem conta na Caixa Econômica Federal nascidos de janeiro a outubro poderão retirar nessa sexta-feira (20) o valor complementar do saque imediato do FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Têm direito à retirada complementar os beneficiários com contas ativas ou inativas com saldo de até R$ 998 em 24 de julho.

O trabalhador poderá sacar, de cada conta, até R$ 498, a diferença entre R$ 500 e R$ 998.

 

As retiradas poderão ser feitas pelos mesmos canais onde o trabalhador retirou os R$ 500 do saque imediato nos últimos meses.

Os clientes da Caixa com conta no FGTS terão o valor depositado automaticamente na conta corrente ou poupança.

 

Quem nasceu em novembro e dezembro terá até R$ 998 creditado de uma vez.

 

Quem nasceu nos outros meses receberá a diferença entre R$ 500 e R$ 998, caso tenha direito.

 

As dúvidas sobre valores e a data do saque podem ser consultadas no aplicativo do FGTS (disponível para iOS e Android), pelo site da Caixa ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800-724-2019, disponível 24 horas.

……………….

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu nessa quinta-feira (19) a antecipação, até o dia 28 de dezembro, da segunda parcela de R$ 76 milhões da ajuda emergencial do Governo Federal para o socorro à cidade do Rio de Janeiro.

 

Esta parcela estava prevista para pagamento em janeiro de 2020.

 

O anúncio foi feito durante reunião ocorrida nessa quinta-feira (19), com a participação de gestores de saúde do município e do estado do Rio de Janeiro, parlamentares federais e representantes do Ministério Público.

 

Na última sexta-feira (13), a pasta anunciou reforço de R$ 152 milhões para a saúde do Rio de Janeiro.

 

Desse total, R$ 76 milhões já estão na conta do município.

 

Os recursos servirão para garantir a retomada do funcionamento integral de 24 unidades de saúde paralisadas por falta de pagamento de funcionários, que reclamam não receber salários.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade