Pix terá serviço de transferência por meio de redes sociais

E mais: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aplicou R$ 60,8 bilhões em operações de financiamento habitacional em 2020; Quatro municípios vão receber mais de R$ 8 milhões para obras de saneamento básico

audio/mpeg 22-07-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - TARDE.mp3 — 2041 KB

Duração: 2m02s




Transcrição

O sistema Pix de pagamentos instantâneos vai permitir transferências por meio de aplicativos de mensagens e redes sociais.

A previsão é que o serviço comece a funcionar em 30 de agosto.

A novidade foi anunciada pelo Banco Central nesta quinta-feira (22).

Com a nova funcionalidade do Pix, será possível movimentar contas bancárias não apenas pelo aplicativo ou site do banco. O cliente poderá, por exemplo, fazer transferências por meio de aplicativos de mensagens ou pelas redes sociais.

Apenas instituições autorizadas pelo Banco Central vão oferecer o serviço, e o compartilhamento de dados também deve ser autorizado pelo usuário.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

O Ministério do Desenvolvimento Regional autorizou o repasse de mais de R$ 8 milhões para obras de saneamento básico em quatro municípios: São Paulo (SP), Cascavel (CE), Águas Lindas (GO) e no distrito de Alter do Chão, em Santarém (PA).

Desde janeiro deste ano, já foram repassados mais de R$ 243 milhões para garantir obras de saneamento básico em diversas localidades.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aplicou R$ 60,8 bilhões em operações de financiamento habitacional em 2020. Foram contratadas mais de 420 mil moradias, que beneficiaram quase um 1,7 milhão de pessoas.

Na área de saneamento, foram contratados mais de R$ 1,3 milhão em investimentos por meio do Programa Avançar Cidades – Saneamento.

A estimativa é de que os investimentos realizados com os recursos do FGTS em 2020 tenham gerado aproximadamente R$ 1,7 milhão de empregos.

Com informações da Agência Brasil, da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Ana Pimenta