Caixa paga sétima parcela do auxílio emergencial a nascidos em março

E mais: PF deflagra a Operação Stellio e cumpre mandados contra organização criminosa que fraudava benefícios previdenciários; Ministério do Trabalho e Previdência atualiza coletânea de normas sobre previdência complementar.

audio/mpeg 22-10-21 - É NOTÍCIA EM 2 MINUTOS - TARDE - DILSON SANTA FÉ - 2M16S - FINALIZADO.mp3 — 3201 KB

Duração: 2m16s




Transcrição

Os trabalhadores informais nascidos em março recebem nesta sexta-feira, dia 22, a sétima parcela do auxílio emergencial de 2021.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal nascidos no mesmo mês e os participantes do Bolsa Família com Número de Inscrição Social de final 5.

O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. O saque é permitido de duas a três semanas após o depósito, bem como a transferência para outra conta-corrente.

Xxxxx

Uma organização criminosa que abria contas-correntes na Caixa com documentos falsos para receber benefícios previdenciários obtidos por fraudes foi alvo de operação da Polícia Federal nesta sexta-feira.

Foram cumpridos três mandados de prisão e dois de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal de São Gonçalo no âmbito da operação, chamada de Stellio.

Segundo investigações da Polícia Federal, os suspeitos são da mesma família e vão responder pelos crimes de estelionato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Xxxxxx

O Ministério do Trabalho e Previdência publicou em seu site a Coletânea de Normas das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, com todo o arcabouço legal atualizado até agosto.

A nova versão contém quatro resoluções que serão aplicadas ao segmento fechado de previdência complementar, aprovadas neste ano pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar.

As resoluções são sobre a relação entre participantes e assistidos no âmbito do segmento fechado de Previdência Complementar.

A coletânea também traz as duas principais leis sobre previdência complementar, que tratam da relação dos entes federativos com as suas respectivas entidades fechadas de previdência complementar.

O documento está disponível em gov.br/previdencia-e-trabalho, na seção Assuntos, clicando na aba previdência complementar.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília,