MMFDH revisa 25% de anistias concedidas a ex-cabos da Aeronáutica

E mais: Anvisa concede o 1º registro definitivo no Brasil para vacina contra covid-19; CGU, AGU e MPF assinam acordo de leniência com uma das maiores companhias do mundo de fabricação de navios que deve ressarcir à Petrobras mais de R$811 bilhões.

audio/mpeg 23-02-21 - É NOTICIA EM 2 MIN - TARDE - 2m10s - LUCIANO.mp3 — 1872 KB

Duração: 2m10s




Transcrição

Após autorização do Supremo Tribunal Federal, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revisou 25% de anistias concedidas a 2.500 ex-cabos da Aeronáutica.

 

Ao todo, já foram analisadas 635 anistias, sendo que 612 foram anuladas e 23 mantidas, com base na comprovação de perseguição política.

 

A revisão dessas anistias indevidas representa economia de R$86 milhões por ano aos cofres públicos.

------------------------------

A Anvisa concedeu nesta terça-feira o primeiro registro definitivo no Brasil para vacina contra covid, para a farmacêutica norte-americana Pfizer, em parceria com a empresa de biotecnologia alemã BioNtech.

 

Segundo a Pfizer, quase três mil voluntários participaram dos testes clínicos no Brasil.

 

De acordo com o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, o imunizante teve a segurança, a qualidade e a eficácia aferidas e atestadas pela equipe técnica da Agência, depois de todas as análises.

 

A Anvisa trabalha agora para conceder o registro definitivo a outros imunizantes contra a covid-19.

---------------------------------------------------

A Controladoria-Geral da União, a AGU e o Ministério Público Federal assinaram acordo de leniência com a empresa Samsung Heavy Industries, uma das maiores companhias do mundo de fabricação de navios.

 

O acordo é parte de uma resolução feita entre a empresa e autoridades brasileiras e norte-americanas, em decorrência da prática de ilícitos ocorridos em contratos firmados com a Petrobras.

 

A Samsung Heavy Industries vai pagar, em até 30 dias, R$811,786 bilhões a Petrobras, a título de ressarcimento, sendo que desse total R$105,885 bilhões, correspondem à multa que será revertida para a União Federal.

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília, Luciano Barroso.