Turismo no carnaval vai injetar 8 bilhões de reais na economia brasileira

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), a ocupação média ultrapassará 60% em todo o país, mas diversos destinos terão lotação praticamente cheia; Termina a meia-noite desta quarta-feira de Cinzas, (26) a Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal (PRF); Capes divulga relação de bolsas para mestrado e doutorado em todo país.

audio/mpeg 24-02-20 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - JOSE CARLOS - TARDE.mp3 — 3777 KB

Duração: 2:18s




Transcrição

 

Turismo no Carnaval deve movimentar 8 bilhões de reais na economia brasileira.

 

Mobilizada por 36 milhões de brasileiros a estimativa de receita para este ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), será de 8 bilhões de reais, considerado o melhor carnaval desde 2015.

 

A entidade estima a contratação de mais de 25 mil trabalhadores temporários em todo o país, alta de 2,8% em relação ao carnaval do ano passado.

 

Embora boa parte do comércio feche no feriado, os efeitos serão compensados pelo turismo.

 

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), a ocupação média ultrapassará 60% em todo o país, mas diversos destinos terão lotação praticamente cheia.

………………………

 

Termina a meia-noite desta quarta-feira de Cinzas, (26) a Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

A operação está atuando em esquema especial, com reforço nas equipes de fiscalização, orientação e atendimento de ocorrências principalmente nos trechos que é maior a incidência de acidentes.

 

Cerca de 66 mil quilômetros de rodovias federais de todo o país estão sendo fiscalizados por agentes da PRF.

……………………..

 

Será divulgado nesta semana, no site da autarquia, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) , a relação das bolsas a que terão direito os cursos de mestrado e doutorado em todo o país.

 

Segundo o coordenador geral de Desenvolvimento Setorial e Institucional da Diretora de Programas e Bolsas no País da Capes, Lucas Salviano, ao todo 4,5 mil bolsas devem ser redistribuídas este ano.

 

Para o coordenador, não se tratam de novas bolsas, mas de bolsas existentes que serão redistribuídas de acordo com critérios estabelecidos pela Capes.

 

De acordo com as portarias publicadas nessa sexta-feira (21), os critérios valem até fevereiro de 2021. Segundo Salviano, eles podem ser revistos após esse período. Para isso, a autarquia conta com o apoio do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade