Anvisa propõe que fabricantes tornem mais legíveis os dados nutricionais de seus produtores

Anvisa abre consulta pública sobre rótulos de alimentos; Abertas inscrições para Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa; Embrapa quer medir nível de sustentabilidade da atividade agropecuária na região do Pantanal; MDR paga R$16 mi ao governo de Alagoas para o Trecho IV do Canal do Sertão Alagoano.

audio/mpeg 24-09-19 - E NOTICIA EM 2 MINUTOS - MANHA - JOSE CARLOS.mp3 — 3843 KB

Duração: 2:02s




Transcrição

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abriu nesta segunda-feira (23) uma consulta pública sobre rótulos de alimentos.

O objetivo desta fase, que vai até 6 de novembro, é receber contribuições para ajudar na decisão final da agência sobre qual o modelo será adotado.

A Anvisa propõe que os fabricantes tornem mais legíveis os dados nutricionais de seus produtores, adotando um modelo de rótulo frontal para os alimentos com alto teor de açúcar adicionado, gordura saturada ou sódio – ingredientes associados a algumas das principais doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão.

………………………………

Foram abertas nesta segunda-feira, dia 23, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa (Enem PPL) e podem ser feitas até 4 de outubro.

 

Este prazo é válido também para os participantes que necessitam de atendimento especializado. A inscrição dos participantes deve ser realizada pelo responsável pedagógico de cada unidade prisional ou socioeducativa.

 

A realização do Enem PPL faz parte da Política de Acessibilidade e Inclusão do Governo Federal.

………………………………………

 

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) está implementando uma ferramenta chamada Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS) para medir o nível de sustentabilidade da atividade agropecuária na região do Pantanal.

 

Por meio de um software de lógica difusa (fuzzy), será possível avaliar se as propriedades rurais são sustentáveis a partir de indicadores definidos em três dimensões: ambiental, econômica e social.

………………………

 

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) pagou, na última sexta-feira (20), 16 milhões de reais ao governo de Alagoas para o Trecho IV do Canal do Sertão Alagoano.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, José Carlos Andrade