Campanha Nacional de Vacinação vai vacinar servidores do Ministério da Agricultura e Conab

A vacina não tem eficácia contra o coronavírus, mas vai auxiliar na exclusão do diagnóstico da gripe já que os sintomas são parecidos; cidadão que quiser fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial do governo poderá procurar, a partir de junho, as agências dos Correios; Os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin tomam posse nesta segunda-feira, dia 25, como presidente e vice-presidente, respectivamente, do TSE, Tribunal Superior Eleitoral.

audio/mpeg 25-05-20 - É NOTICIA EM DOIS MINUTOS - MANHÃ - 2m15s - ADALTO - FINALIZADO.mp3 — 2117 KB

Duração: 2:15s




Transcrição

 

Tem início nesta segunda-feira, dia 25, a campanha de vacinação contra gripe para servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Conab – a Companhia Nacional de Abastecimento.


O objetivo é imunizar o grupo de trabalhadores que atua nas atividades relacionadas ao abastecimento de alimentos no país e, com isso, reduzir os riscos de internações e evitar a interrupção dessas atividades durante a pandemia do novo coronavírus.

A vacina não tem eficácia contra o coronavírus, mas vai auxiliar na exclusão do diagnóstico da gripe já que os sintomas são parecidos.

O público-alvo é de cerca de 3 mil pessoas.


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

O cidadão que quiser fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial do governo poderá procurar, a partir de junho, as agências dos Correios.

O benefício é de 600 reais a MIL e duzentos reais, pago a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados para amenizar os impactos do isolamento social adotado devido à pandemia do novo coronavírus.

Até o último sábado, dia 23, a Caixa Econômica Federal pagou 60 bilhões de reais de auxílio emergencial, somadas as duas primeiras parcelas.

No total, mais de 55 milhões de pessoas receberam a primeira parcela, enquanto a segunda alcançou acima de 30 milhões de pessoas.

 

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

Os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin tomam posse nesta segunda-feira, dia 25, às 5 da tarde, como presidente e vice-presidente, respectivamente, do TSE, Tribunal Superior Eleitoral.



A nova gestão comandará a Corte até fevereiro de 2022.


Por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus, desta vez, além de Barroso e Fachin, apenas duas autoridades estarão presencialmente no plenário do TSE: a ministra Rosa Weber, atual presidente do Tribunal, e o ministro Luis Felipe Salomão, escolhido para dar as boas-vindas ao novo presidente em nome da Corte.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Adalto Gouveia