Ministério da Saúde autoriza mais 391 leitos de UTI para pacientes com Covid-19

E mais: Beneficiários do auxílio emergencial nascidos em julho recebem nesta sexta-feira (25) a terceira parcela da nova rodada do auxílio; Cerca de 135 bilhões de reais serão destinados pelo Banco do Brasil para a safra 2021/2022, 17% a mais que o volume aplicado na safra anterior.

audio/mpeg 25-06-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - DILSON SANTA FÉ - 2m20s - FINALIZADO 000.mp3 — 3301 KB

Duração: 2:20s




Transcrição

Foram autorizados nessa quinta-feira, dia 24, mais 391 leitos de UTI adulto e cinco pediátricos pelo Ministério da Saúde para atendimento de pacientes graves com Covid-19.


A autorização foi dada em caráter excepcional e temporário para apoiar estados e municípios no enfrentamento da pandemia.


Os leitos foram autorizados para os estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.


O valor do repasse será de mais de 19 milhões de reais, correspondente a junho.

 

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Beneficiários do auxílio emergencial nascidos em julho recebem nesta sexta-feira (25) a terceira parcela da nova rodada do auxílio.

 

O benefício tem parcelas de 150 a 375 reais, dependendo da família.

 

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal nascidos no mesmo mês.

 

Também nesta sexta-feira, beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social de dígito final 7 poderão sacar o benefício.

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Cerca de 135 bilhões de reais serão destinados pelo Banco do Brasil para a safra 2021/2022, 17% a mais que o volume aplicado na safra anterior.

 

Com mais recursos para os produtores da agricultura familiar, médios, grandes, cooperativas rurais e empresas do agronegócio, o objetivo é garantir o dinamismo do crédito destinado ao setor.

 

O banco vai operar com as taxas divulgadas no anúncio do Plano Safra do Ministério da Agricultura, ocorrido na terça-feira, dia 22.

 

Pequenos produtores rurais, no âmbito do Pronaf, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, contarão com juros que variam de 3% a 4,5% ao ano para operações de custeio.

 

Para os médios produtores rurais vinculados ao Pronamp, Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural, as taxas de juros para o custeio serão de 5,5% ao ano. E para os grandes produtores, serão de até 7,5% ao ano.

 


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé