Beneficiários nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, quer mais detalhes sobre as doses de reforço da vacina contra a covid-19 produzidas pela Fiocruz, em parceria com a Astrazeneca; Para garantir maior diversidade na programação da TV digital, o Ministério das Comunicações autorizou emissoras a transmitir em tecnologia digital para 20 cidades, sendo três do Ceará e 17 do Rio Grande do Norte.

audio/mpeg 25-08-20 - É NOTICIA EM 2 MIM - DILSON SANTA FÉ - 2m 07s - FINALIZADO.mp3 — 3916 KB

Duração: 2:05s




Transcrição

Beneficiários nascidos em junho recebem nesta quarta-feira (25) a quinta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de 150 a 375 reais, dependendo da família.

 

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

 

Recebem ainda a quinta parcela do auxílio emergencial os participantes do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 6. As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas há duas semanas.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, quer mais detalhes sobre as doses de reforço da vacina contra a covid-19 produzidas pela Fiocruz, em parceria com a Astrazeneca. Para isso, solicitou essa semana à Fundação informações sobre o andamento dos estudos feitos sobre as doses. O objetivo de antecipar esses dados, segundo a Anvisa, é avaliar a necessidade ou não de doses adicionais das vacinas em uso no Brasil.

 

Na última semana, a Agência também solicitou informações sobre a necessidade de doses adicionais da Pfizer e quando essas doses seriam aplicadas. Ainda esta semana, também está prevista reunião sobre o mesmo tema com a Janssen.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Para garantir maior diversidade na programação da TV digital, o Ministério das Comunicações autorizou emissoras a transmitir em tecnologia digital para 20 cidades, sendo três do Ceará e 17 do Rio Grande do Norte.

 

As duas portarias que outorgam as permissões foram publicadas nesta terça (24) no Diário Oficial da União.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé