Auxílio emergencial: nascidos em agosto já podem sacar

E mais: O Programa Casa Verde e Amarela, que foi lançado pelo Governo Federal, completou um ano de atividade na última quarta-feira (25); O Ministério da Educação (MEC) autorizou o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) a repassar recursos para a manutenção de novas matrículas em estabelecimentos de educação infantil.

audio/mpeg 27-08-21 - E NOTICIA EM 2 MIN - DILSON - LS.mp3 — 3134 KB

Duração: 2:13s




Transcrição

Beneficiários nascidos em agosto recebem nesta sexta-feira (27) a quinta parcela da nova rodada do auxílio emergencial.

O benefício tem parcelas de 150 a 375, reais dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês.

O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Também nesta sexta-feira recebem a quinta parcela do auxílio emergencial os participantes do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 8. As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas há duas semanas.


xxxxxxxxxxxxxxxxxx

O Programa Casa Verde e Amarela, que foi lançado pelo Governo Federal, completou um ano de atividade nessa quarta-feira (25).

Criado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) com o objetivo de ampliar o acesso à moradia digna, o programa comemora avanços - sobretudo nas regiões Norte e Nordeste.

O Casa Verde e Amarela tem como premissa combater o deficit habitacional em diversas frentes.

Além da produção de casas e apartamentos, o Programa também inclui regularização fundiária, melhoria de residências e há outras iniciativas em estudo, como a locação social.


Xxxxxxxxxxxxx

O Ministério da Educação (MEC) autorizou o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) a repassar recursos para a manutenção de novas matrículas em estabelecimentos de educação infantil.

Os recursos são federais e destinados a novas turmas de educação infantil nos estabelecimentos educacionais públicos ou instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos conveniadas ao poder público.

Ao todo, serão transferidos mais de 12 milhões de reais para cada um dos municípios brasileiros contemplados.


Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Dilson Santa Fé