Butantan entrega mais 1,2 milhão de doses ao Ministério da Saúde

E mais: ANP inclui novos blocos de petróleo para análise de investidores; Contas Públicas têm saldo negativo de mais de R$ 65,5 bi em junho

audio/mpeg 30-07-20 - É NOTICIA EM 2 MIN TARDE ANA PIMENTA.mp3 — 2274 KB

Duração: 2m15s




Transcrição

O Instituto Butantan entregou nessa sexta-feira mais 1 milhão e duzentas mil doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde

Desde janeiro deste ano, o instituto já entregou 62.849 mil doses para distribuição aos estados e ao Distrito Federal. A Coronavac faz parte das vacinas utilizadas no Plano Nacional de Imunizações do governo federal.

Na madrugada do último dia 13, o Butantan recebeu mais 12 mil litros do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). A quantidade é suficiente para produzir mais 20 milhões de doses.

O ingrediente, que é matéria-prima na produção das vacinas, deve começar a ser produzido no Brasil ainda este ano, diminuindo a necessidade de importação.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

As contas públicas tiveram saldo negativo em junho, em comparação com o mês de maio.

O setor público, que é formado pelos estados, municípios e pela União, teve déficit primário de quase R$ 65,5 bilhões no mês passado. Em maio, o resultado negativo foi de quase R$ 15,5 bilhões.

De acordo com o Banco Central, o motivo foi o aumento nas despesas com precatórios e antecipação do 13º salário dos aposentados.

Somente as despesas do INSS passaram de R$ 27,4 bilhões em maio para mais de R$ 55 bilhões em junho.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) incluiu mais 377 blocos exploratórios de petróleo e gás natural na Oferta Permanente, que passa a contar com 1.068 blocos. Com a nova classificação, os blocos de petróleo poderão ser avaliados em novos prazos por empresas interessadas em investir na extração do petróleo.

Os blocos estão nas bacias do Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Foz do Amazonas, Paraná, Parecis, Pelotas, Pernambuco-Paraíba, Potiguar, Recôncavo, Santos e Tucano.

Com informações da Agência Brasil,

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Ana Pimenta