Presidente Bolsonaro sanciona lei que cria o DT-e

Documento Eletrônico de Transporte reúne diversos documentos impressos e vai agilizar e diminuir custos nas fiscalizações de cargas

audio/mpeg 01-09-21 - E NOTICIA - ADALTO -DTE DOCUMENTO ELETRONICO.mp3 — 991 KB

Duração: 1m03s




Transcrição

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou o Projeto de Lei que institui o DT-e, o Documento Eletrônico de Transporte.

O documento foi criado para diminuir a burocracia e reduzir custos no transporte de cargas do país.

O DT-e vai reunir diversos documentos com informações que devem ser apresentadas pelo transportador nas fiscalizações, entre eles os dados da carga, local de origem e destino, informações sobre licenças, registros, contratos e valores.

O Documento Eletrônico de Transporte também vai agilizar a fiscalização das cargas. Atualmente, os transportadores gastam em média seis horas parados para demonstrar que a carga está regular.

Com o DT-e, a fiscalização poderá ser feita com o veículo em movimento. A novidade vale para o transporte aquaviário, ferroviário, aéreo e dutoviário.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Adalto Gouveia