Prorrogado o emprego da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária em presídios do Pará

A autorização foi dada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública

audio/mpeg 01-11-19 - MIGUELZINHO -FORÇA TAREFA PARÁ VALE ESTA.mp3 — 2069 KB

Duração: 1m41s




Transcrição

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou a prorrogação do emprego da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária em presídios do Pará até o dia 25 de janeiro de 2020.

 

A pedido do governo do Governo do estado, a Força tarefa de Intervenção Penitenciária, atua, desde julho, na coordenação das atividades de guarda, vigilância e custódia de presos no sistema penitenciário do Pará.

 

Nos quase 90 dias de atuação, a força tarefa retomou o controle de 13 unidades prisionais, apreendeu mais de mil celulares, 13 armas de fogo, drogas e outros ilícitos nas casas penais do Pará.

 

Além disso, garantiu a segurança para mais de 53 mil atendimentos de saúde, 17 mil atendimentos jurídicos, aplicação de provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos - Encceja, com a maior quantidade de presos realizando a prova, cursos profissionalizantes como de panificação e confeitaria, pintura entre outros.

 

A Força de Cooperação do Departamento Penitenciário Nacional – Depen, também apoiou eventos religiosos em todas as unidades em que está atuando.

 

 

A ação conjunta com outras forças de segurança também garantiu que a famosa comemoração do Círio tivesse os menores índices de criminalidade já registrados.

 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública , o índice de criminalidade no evento foi 90% menor em relação ao ano passado. Pouco antes das comemorações, que aconteceram no final de semana do dia 12 de outubro, mais de 1200 presos tiveram a permissão de saída temporária.

 

O retorno dos presos após a saída também foi o maior dos últimos anos, 93% retornaram, no ano passado o índice foi de 89% , segundo a Secretaria de Segurança Penitenciária. Todos os presos saíram com tornozeleira eletrônica.