MS coordena nesta semana a maior distribuição de vacinas contra a covid-19 feita de uma única vez

Serão enviadas para todo o Brasil um total de 9 milhões 128 mil de doses.

audio/mpeg 02-04-2021 É NOTICIA DISTRIBUIÇÃO VACINAS .mp3 — 1223 KB

Duração: 1m44s




Transcrição

Ministério da Saúde coordena nesta semana a maior distribuição de vacinas covid-19 feita de uma única vez desde o início da campanha nacional de vacinação. 
 
Serão enviadas para todo o Brasil um total de 9 milhões 128 mil de doses.
 
Desse montante, 8 milhões e 400 mil doses são da Coronavac, do Instituto Butantan, e 728 mil da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz.
 
Os dois imunizantes são fabricados no Brasil com matéria-prima importada. 
 
Além dessas doses, está prevista a chegada, neste sábado, dia 3, de 2 milhões e 100 mil doses da Fiocruz, totalizando mais de 11 milhões de vacinas. 
 
De acordo com informe técnico da Secretaria de Vigilância em Saúde, essa entrega será destinada para trabalhadores da saúde e para idosos de 65 a 79 anos. 
 
Também foi adiantada a vacinação de parte dos profissionais da força de segurança e salvamento e das Forças Armadas que atuam na linha de frente de combate à pandemia.
 
Nesta leva, a vacina da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz será usada para aplicação da segunda dose em trabalhadores da saúde. 
 
Uma parte dos imunizantes do Butantan será destinada à primeira aplicação do grupo prioritário das forças de segurança e salvamento, das Forças Armadas e idosos entre 65 e 69 anos. 
 
A outra parcela deverá ser aplicada como segunda dose em trabalhadores da saúde e idosos entre 70 e 79 anos.