Ibama atua na fiscalização do defeso da lagosta no litoral

Com ações educativas, o Instituto também orienta a população sobre a correta manutenção do estoque pesqueiro.

audio/mpeg 03-02-22 - É NOTICIA - AMÉRICA MELO - DEFESO LAGOSTA - CTL.mp3 — 3215 KB

Duração: 1m43s




Transcrição

O Ibama, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis,

 atua anualmente na fiscalização do chamado “defeso” da lagosta no litoral brasileiro para garantir a perpetuação de três espécies do animal.

 

 

Com ações educativas, o Instituto também orienta a população sobre a correta manutenção do estoque pesqueiro. A proteção do período reprodutivo do animal, no ciclo 2021/2022, teve início no dia 01 de dezembro de 2021 e irá até 30 de abril de 2022 conforme previsto em norma da Secretaria de Aquicultura e Pesca .

 

O monitoramento ocorre por meio de fases: na mais recente, entre os dias 24 a 29 de janeiro, o Ibama promoveu ações em terra e embarcadas no litoral norte de Alagoas e sul de Pernambuco , juntamente com a Polícia Federal.

 

 

Em virtude da fiscalização, foram lavrados cinco autos de infração pela prática de pesca sem autorização, totalizando R$ 5.000,00 em multas e uma penalidade específica de R$ 5.120,00, por comercialização de lagosta proveniente de pesca proibida. 

 

 

Nesse último caso, o estabelecimento não apresentava declaração de estoque compatível com a mercadoria encontrada. Os agentes também atenderam denúncia sobre pesca irregular com rede próximo à praia, em local de desova de tartarugas – ao todo, 600 metros de redes de pesca foram apreendidas.

 

Da Rede Nacional de Rádio em Brasília