Pesquisa do Ministério da Saúde aponta redução no hábito de fumar no Brasil

Dados da pesquisa Vigitel revelam que, em 2018, 9,3% dos brasileiros afirmaram ter o hábito de fumar

audio/mpeg 03-06-19 - ROSAMÉLIA - REDUÇÃO HÁBITO DE FUMAR - VAL 10-06 VALE ESTA.mp3 — 2022 KB

Duração: 1m52s




Transcrição

Dados inéditos da pesquisa Vigitel , Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, revelam que, em 2018, 9,3% dos brasileiros afirmaram ter o hábito de fumar.

 

Em 2006, ano da primeira edição da pesquisa, esse índice era de 15,6%. Nos últimos 12 anos, a população entrevistada reduziu em 40% o consumo do tabaco, o que reforça a tendência nacional observada, ano após ano, de queda constante desse hábito considerado prejudicial para a saúde.

 

A pesquisa indica também que a queda de uso do tabaco é significativa em pessoas de 18 a 24 anos de idade, que caiu de 12% em 2006 e 6,7%, em 2018. Já entre as pessoas entre 35 e 44 anos, a redução foi de 18,5% em 2006 e 9,1% em 2018. E nas pessoas entre 45 e 54 anos, a redução foi de 22,6% em 2006 para 11,1% em 2018. 

 

As mulheres também vêm assumindo um protagonismo importante nesse cenário. Elas superaram a média nacional, reduzindo em 44% o hábito de fumar no período.