Conselho Monetário Nacional aprova medidas para o setor agrícola

Entre as medidas está a redução da taxa de juros para agricultores prejudicados pelo ciclone que atingiu estados da Região Sul entre os dias 30 de junho e 1° de julho de 2020

audio/mpeg 03-08-2020_BOLETIM_MEDIDAS CICLONE.mp3 — 2356 KB

Duração: 1m40s




Transcrição

Conselho Monetário Nacional aprovou medidas que beneficiam o setor agrícola, especialmente a agricultura familiar. 

 

 

Entre as medidas está a redução da taxa de juros para agricultores prejudicados pelo ciclone que atingiu estados da Região Sul entre os dias 30 de junho e 1° de julho de 2020. 

 

 

O Conselho autorizou os agentes financeiros para que os agricultores familiares enquadrados no Pronaf, cujas atividades foram prejudicadas pelo ciclone, possam acessar o crédito de custeio e investimento com as taxas de juros mais baixas aplicadas ao programa  de 2,75%  ao ano.

 

 

O Conselho Monetário Nacional também decidiu prorrogar de 15 de agosto de 2020 para 15 de dezembro de 2020 o prazo de vencimento das parcelas de operações de crédito rural de custeio e investimentos de mutuários cujas atividades foram prejudicadas pelas medidas de distanciamento social ligadas à pandemia de Covid-19. 

 

 

Também foi aprovada a elevação dos limites de crédito de industrialização para agroindústria familiar, no âmbito do Pronaf. O objetivo é apoiar os agricultores familiares, por meio do financiamento de suas atividades agroindustriais, especialmente devido as consequências da pandemia.

 

 

O Conselho aprovou também medidas sobre o valor base para os preços do algodão em pluma e a renegociação de parcelas para agricultores atingidos pela estiagem, ampliando o número de municípios e de produtores beneficiados.