Secretaria de Defesa Agropecuária padroniza a produção de queijos

Além de informações obrigatórias nos rótulos, foram definidos os requisitos físico-químicos e microbiológicos para a produção desses alimentos

audio/mpeg 03-08-2020_BOLETIM_PADRÃO DE QUALIDADE DO QUEIJO.mp3 — 2153 KB

Duração: 1m31s




Transcrição

A Secretaria de Defesa Agropecuária divulgou novas normas para padrões de identidade e qualidade dos queijos provolone, queijo minas padrão, queijo minas meia cura, cream cheese, ricota e sobremesa láctea. 

 

O objetivo é atender com mais rapidez as solicitações de registro de produtos e de alterações existentes, uma prioridade do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal . 

 

Além de informações obrigatórias nos rótulos, foram definidos os requisitos físico-químicos e microbiológicos para a produção desses alimentos.

 

A partir de agora, esses produtos contam com Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade e poderão ser registrados automaticamente, sem a necessidade de avaliação prévia pelo, proporcionando redução no número de análises de registros. 

 

As regras e parâmetros específicos para produção de queijo  trazem segurança jurídica para as ações de controle oficial da conformidade do produto envolvido. 

 

 

Com a publicação desses regulamentos, a indústria saberá as exigências para a fabricação, fica definido o que o Ministério da Agricultura deve fiscalizar e o consumidor terá a garantia de consumir um produto seguro e de qualidade.

 

 

As normas foram elaboradas em conjunto com o setor lácteo, com apoio da Câmara Setorial de Leite, do Ministério da Agricultura, e foram submetidas a consulta pública.

 

 

As instruções normativas entram em vigor em setembro deste ano.