Norma regulamenta profissão de tradutor e intérprete público

Medida permite que profissionais atuem em todo o território brasileiro e elimina requisitos burocráticos como idade mínima e comprovação de domicílio de exercício da profissão.

audio/mpeg 04-08-22 - E NOTICIA - ARIANE POVOA - REGULAMENTACAO INTERPRETE - JF.mp3 — 1003 KB

Duração: 1'04''




Transcrição

A atuação profissional de tradutores e intérpretes públicos foi regulamentada pelo Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei) do Ministério da Economia, por meio de uma instrução normativa.

A medida foi publicada nesta quinta-feira (4), no Diário Oficial da União.

Com o novo normativo, esses profissionais passam a atuar em todo o território brasileiro, e não mais na Unidade de Federação de matrícula, agora com realização de concurso nacional e não mais estadual. A regulamentação também dispensa de concurso aqueles profissionais que obtiverem grau de excelência em exames nacionais ou internacionais de proficiência.

Outra novidade é a exclusão de requisitos como idade mínima e comprovação de domicílio onde a profissão será exercida. A medida também possibilita a atuação de profissionais estrangeiros residentes no Brasil, já que antes apenas brasileiros podiam desempenhar as tarefas de tradutores e intérpretes públicos.