Campanha Novembro Azul tem apoio do Ministério do Trabalho

Trabalhador celetista poderá sacar FGTS e PIS/Pasep para tratamento do câncer de próstata. Para 2018, a estimativa do Instituto Nacional do Câncer é que mais de 68 mil novos casos sejam registrados.

audio/mpeg 05-11-18 - SUZETTE CALDERON - CANCER DE PROSTATA - VAL 09-11.mp3 — 708 KB

Duração: 45s




Transcrição

 

 A campanha “Novembro Azul”, de prevenção e tratamento do câncer de próstata, tem o apoio do Ministério do Trabalho

 

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Em 2017, 6.149 trabalhadores foram afastados do trabalho em decorrência do desenvolvimento da doença.


Estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) aponta para o registro de 68.220 novos casos em 2018.


O Ministério do Trabalho adere à campanha Novembro Azul, dedicado à prevenção e tratamento do câncer de próstata.


Durante o tratamento, o trabalhador celetista poderá fazer o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) . O PIS/Pasep também poderá ser sacado no valor do saldo da conta, em agências da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

Da Rede nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon