Aberto o cadastro da chave PIX, sistema do Banco Central para pagamento instantâneo

As transações via Pix vão estar disponíveis para a população brasileira a partir de 16 novembro de 2020

audio/mpeg 06-10-2020_BOLETIM_PIX.mp3 — 1710 KB

Duração: 2m23s




Transcrição

Aberto o cadastro da chave Pix , sistema do Banco Central que será usado para fazer pagamentos e transferências de forma instantân

 

As transações via Pix vão estar disponíveis para a população brasileira a partir de 16 novembro de 2020. 

 

Com o novo sistema, as transações serão concluídas em poucos segundos, a qualquer hora, em qualquer dia, incluindo fins de semana e feriados.

 

O Pix é um meio de pagamento instantâneo, rápido, disponível a todo momento, extremamente seguro que traz muita conveniência pra pagadores e recebedores. 

 

É usado para qualquer situação de pagamento envolvendo pessoas, empresas e governo”, segundo explica o chefe-adjunto do departamento de competição e de estrutura do mercado financeiro do Banco Central, Carlos Eduardo Brandt.

 

A chave Pix é como um apelido que vai identificar a conta do usuário. Ela representa o endereço da conta no Pix. Os quatro tipos de chaves Pix que o usuário pode utilizar são CPF, CNPJ, e-mail, número de telefone celular ou uma chave aleatória.

 

 

A chave vincula uma dessas informações básicas às informações completas que identificam a conta transacional do cliente como a identificação da instituição financeira ou de pagamento, número da agência, número da conta e tipo de conta.

 

Não é obrigatório cadastrar a chave para fazer e receber um Pix. Ter a chave, no entanto, faz com que a identificação do cliente seja facilitada e a transação feita de forma mais ágil. 

 

Para receber uma transferência, por exemplo, uma pessoa pode fornecer para o pagador apenas a chave Pix ao invés de ter que passar o número da conta, agência e outras informações.