Brasil tem disponível 354 milhões de doses de vacinas asseguradas para 2021

A informação foi dada pelo ministro da Saúde durante pronunciamento em rede nacional de rádio e TV

audio/mpeg 07-01-2021_BOLETIM_COMPRA DE VACINAS CONTRA A COVID 19.mp3 — 2502 KB

Duração: 1m46s




Transcrição

O ministro da saúde, Eduardo Pazuello , falou na noite desta quarta-feira , em pronunciamento á nação em Rede Nacional de Rádio e TV , sobre a aquisição de vacinas contra a Covid 19 para população brasileira.

 

De acordo com o ministro ,o Brasil tem hoje trezentos e cinquenta e quatro milhões de doses de vacinas asseguradas, para 2021, sendo duzentos e cinquenta e quatro milhões de doses fornecidas pela Fiocruz em parceria com a Astrazeneca, além de 100 milhões de doses do Instituto Butantan em parceria com a Sinovac.

 

 

Pazuello explicou que o Governo federal  está em processo de negociação com os laboratórios Gamaleya, da Rússia; Janssen, Pfizer e Moderna, dos Estados Unidos; e Barat Biotech, da Índia.

 

 

Em relação à Pfizer, o ministro  explicou que o Ministério da Saúde está trabalhando com os representantes da empresa para resolver questões  que não encontram amparo na legislação brasileira.

 

Entre as questões discutidas estão a isenção total e permanente de responsabilização civil por efeitos colaterais advindos da vacinação; a transferência do foro de julgamento de possíveis ações judiciais fora do Brasil; e a disponibilização permanente de ativos brasileiros no exterior para criação de um fundo caução para custear possíveis ações judiciais.

 

O ministro Pazuello acrescentou que o Brasil é o único país da América Latina que tem três laboratórios produzindo imunizantes e que o país será  também exportador de vacina contra a Covid 19  em breve.

 

Ele finalizou o pronunciamento afirmando que no que depender do Ministério da Saúde e do Presidente da República, a vacina será gratuita e não obrigatória.