Polícia Federal investiga fraudes em benefícios contra o INSS

A Polícia Federal informou que os responsáveis e integrantes da organização criminosa são médicos, advogados e intermediários.

audio/mpeg 07-07-20 - É NOTÍCIA - FRAUDES INSS - 1M19S - FINALIZADO .mp3 — 1866 KB

Duração: 1:19s




Transcrição

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira, dia 7, uma operação para investigar fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social em benefícios por incapacidade temporária e aposentadorias por incapacidade permanente.

De acordo com a Polícia Federal, os responsáveis e integrantes da organização criminosa são médicos, advogados e intermediários.

A Operação Revide é resultado de uma força-tarefa previdenciária que une o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista em São Paulo, a Procuradoria Federal e o INSS.

As investigações desvendaram que as fraudes ocorrem em sede judicial. O perito do juízo recebia propina do grupo para declarar pessoas saudáveis como incapazes para o trabalho.

Em nota, a Polícia Federal informou que foram expedidos 23 mandados de busca e apreensão para cumprimento no estado de São Paulo, na cidade de São Paulo, Guarulhos e Caieiras e no estado de Minas Gerais, na cidade de Poços de Caldas, além de medidas restritivas de direitos para impedir que o grupo continue a atuar.

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Adalto Gouveia