MEC vai destinar mais de R$ 39 milhões a 45 universidades federais que não possuem hospital próprio

O recurso será utilizado para viabilizar cenários de prática para alunos dos cursos de Medicina

audio/mpeg 07-08-2020_BOLETIM_08 - UNIVERSIDADES - RECURSOS PARA UNIVERSIDADES QUE NÃO POSSUEM HOSPITAL PRÓPRIO.mp3 — 1873 KB

Duração: 1m19s




Transcrição

O Ministério da Educação vai destinar mais de  R$ 39 milhões de reais a 45 universidades federais brasileiras que não possuem hospital próprio. 

 

 

O recurso será utilizado para viabilizar cenários de prática para alunos dos cursos de Medicina que precisam cumprir o chamado internato - que é o estágio curricular obrigatório, nos dois últimos anos de curso - e também servirá para a compra de materiais e equipamentos de saúde. 

 

 

Os  critérios para a distribuição dos recursos, referentes ao exercício de 2020 levam em conta  a quantidade de alunos matriculados no 5º e 6º ano do curso de Medicina por universidade; estipulam um valor de referência de R$ 9 mil reais por aluno ao ano; piso de R$ 200 mil reais para universidades sem alunos nos dois últimos anos da graduação de Medicina e piso de R$ 400 mil reais para universidades com estudantes nessa etapa final. 

 

Os recursos poderão ser aplicados em pactuações e convênios com hospitais privados, municipais, estaduais e filantrópicos para que os estudantes exerçam o internato sob supervisão e, assim, concluam a formação médica.