Interiorização de imigrantes venezuelanos completa 1 ano

Mais de 5,4 mil pessoas foram transferidas de Roraima para outras regiões do Brasil

audio/mpeg 08-04-19 Interiorização de venezuelanos promovida pelo Ministério da Cidadania completa 1 ano (1).mp3 — 2578 KB

Duração: 2m44s




Transcrição

 

LOC: O processo de transferência de imigrantes venezuelanos de Roraima para outras regiões do Brasil completou um ano nesta sexta-feira, dia 5./ De lá pra cá, mais de 5 mil e 400 pessoas foram interiorizadas, um esforço conjunto que envolve o Ministério da Cidadania, as Forças Armadas e a Organização das Nações Unidas, a ONU, com o apoio de instituições da sociedade civil./

Foi em um dos voos da Força Aérea Brasileira que o mecânico Gimelson Espinoza chegou com a família a Brasília, no Distrito Federal./ Sete meses depois e já empregado, ele diz que a interiorização lhe deu oportunidade de recomeçar a vida./

SONORA: GIMELSON ESPINOZA - IMIGRANTE VENEZUELANO

LOC: A mudança foi a chance de fugir da fome e da falta de trabalho na Venezuela, segundo ele conta./ Situação comum no país e que pode ser superada aqui no Brasil graças também ao esforço de empresários./ Hoje, quase 40% dos imigrantes interiorizados estão trabalhando./ O diretor da concessionária onde Gimelson atua, Idelmar Fernandes, está satisfeito com o colaborador e aprova a ação do governo./ 

SONORA: IDELMAR FERNANDES - DIRETOR DE CONCESSIONÁRIA

LOC: O Ministério da Cidadania e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, o ACNUR, coordenam o processo de acolhimento e assistência aos imigrantes./ Segundo o oficial de meios de vida do ACNUR, Paulo Sergio de Almeida, a interiorização foi capaz de promover mais qualidade de vida aos brasileiros em Roraima e aos venezuelanos que chegam ao país passando por dificuldades./

SONORA: PAULO SÉRGIO DE ALMEIDA - OFICIAL DE MEIOS DE VIDA DO ACNUR

LOC: Quando chegam às cidades de destino, os imigrantes recebem acolhimento de três a seis meses, alimentação e apoio para reinserção social./ As ações são conjuntas entre governo federal, estados e municípios, o que trouxe experiência à gestão pública./ E o trabalho já tem reconhecimento internacional, como conta a assessora especial de Assuntos de Imigração do Ministério da Cidadania, Niusarete Lima./

SONORA: NIUSARETE LIMA - ASSUNTOS DE IMIGRAÇÃO DO MINISTÉRIO DA CIDADANIA

LOC: Para mais informações sobre programas e ações do ministério da Cidadania, acesse cidadania.gov.br

Reportagem: Diego Queijo (Ministério da Cidadania)