Aberta consulta pública sobre boas práticas para fabricantes de produtos cárneos artesanais, como embutidos

Objetivo é fortalecer, cada vez mais, o nível de segurança sanitária deste tipo de produto

audio/mpeg 08-07-2020_BOLETIM_CONSULTA PÚBLICA PRODUTOS CÁRNEOS.mp3 — 2328 KB

Duração: 1m38




Transcrição

Produtores e representantes de estabelecimentos, órgãos e entidades agropecuários podem participar do processo de elaboração de requisitos mínimos de Boas Práticas para obtenção e utilização de matérias-primas e fabricantes de produtos cárneos produzidos de forma artesanal, como linguiças, salames  e outros embutidos. 

 

 

A consulta pública, realizada pelo Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento. Estará recebendo sugestões até o dia 16 agosto. 

 

Os interessados poderão enviar sugestões que vão subsidiar a elaboração da  Norma que vai definir os requisitos básicos pra a concessão do Selo Arte para esse segmento. 

 

O objetivo do ministério da Agricultura , Pecuária e Abastecimento é fortalecer, cada vez mais, o nível de segurança sanitária deste tipo de produto, nos diversos elos da cadeia produtiva, desde o trato da matéria-prima, produção e propriedades rurais, a fim de oferecer o melhor produto aos consumidores”, segundo o coordenador-geral de Produção Animal, André Brugnara Soares.

 

 

Regulamentado em julho do ano passado, a concessão do Selo Arte atende a uma demanda antiga de produtores artesanais de todo o Brasil. 

 

É uma espécie de certificação que permite que produtos como queijos, embutidos, pescados e mel possam ser vendidos livremente em qualquer parte do território nacional, eliminando entraves burocráticos. 

 

Para os consumidores, é uma garantia de qualidade, com a segurança de que a produção é artesanal e respeita as boas práticas agropecuárias e sanitárias.