Empresas se unem para fazer doação de medicamentos de intubação para o SUS

Serão entregues 3,4 milhões de medicamentos para intubação, quantidade suficiente para a gestão de 500 leitos pelo período de um mês e meio.

audio/mpeg 09-04-21 - É NOTICIA - MEDICAMENTOS INTUBACAO.mp3 — 2453 KB

Duração: 1m18s




Transcrição

Diante do recrudescimento da pandemia da Covid-19 no Brasil e da consequente escassez de insumos para o atendimento a pacientes em UTIs, um grupo de empresas se uniu para a doação ao Ministério da Saúde de 3 milhões e 400 mil medicamentos para intubação, quantidade suficiente para a gestão de 500 leitos pelo período de um mês e meio.

Esta ação solidária, em caráter emergencial, conta com o engajamento e apoio da Engie, Itaú Unibanco, Klabin, Petrobras e Raízen, além da Vale, que deu início às doações há duas semanas.

O pool de empresas se mobilizou e iniciou as negociações para importar da China sedativos, neurobloqueadores musculares e analgésicos opioides - insumos básicos para realizar a intubação.

A chegada do primeiro lote está prevista para a próxima semana, a partir do dia 15 de abril. Os itens são certificados pela Anvisa e pela agência sanitária chinesa, e serão integralmente doados ao governo federal, que cuidará também da distribuição pelos estados por meio do SUS, o Sistema Único de Saúde.

Da Rede Nacional De Rádio em Brasília