Bolsonaro quer intensificar combate a hanseníase no Brasil

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, participou da live e orientou as pessoas a identificar a doença e procurar tratamento gratuito no Sistema Único de Saúde (SUS).

audio/mpeg 09-07-19 - SUZETTE CALDERON - HANSENIASE - VAL 20-07.mp3 — 898 KB

Duração: 0:57s




Transcrição

 

O presidente Jair Bolsonaro colocou em sua página do Facebook, nesta segunda-feira, dia 8, o texto sobre enfrentamento da hanseníase no Brasil. Ele recebeu, no Palácio do Planalto, Yohei Sasakawa presidente da Fundação Nippon que promove um trabalho internacional de prevenção e tratamento da doença.

 

O Brasil é o segundo país com a maior incidência da hanseníase no mundo. "No Brasil, cada grupo de 10 pessoas, 1,3 tem hanseníase. Devemos ter mais de 100 mil pessoas com hanseníase no Brasil no momento. Isso acontece junto às pessoas mais pobres", disse Bolsonaro.

 

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, participou da live e orientou as pessoas a identificar a doença e procurar tratamento gratuito no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Suzette Calderon